13 de dez de 2010

VERÃO COMBINA COM FRUTAS

Convidamos a cientista de alimentos Mayra Monteiro Viana para dar algumas dicas com relação a frutas.

Então, vamos lá!

Mayra, sabemos que a profissão cientista dos alimentos não é muito divulgada. Você poderia explicar, rapidamente, o que faz um cientista e em que área você atua?

Ciências dos Alimentos é uma área recente no Brasil, mas consolidada lá fora, com nome de Food Science. Cientistas dos Alimentos estão aptos para trabalhar com qualquer tipo de alimentos ou bebidas, desde a matéria-prima até a mesa do consumidor, passando pelas indústrias e por supermercados. A atenção dos Cientistas dos Alimentos está voltada para a segurança e qualidade dos produtos. Minha especialidade é frutas e outros perecíveis, sendo que eu estudo tudo o que diz respeito à coordenação da cadeia desse tipo de alimentos. É importante educar o consumidor e os elos da cadeia, para que os produtos estejam sempre saborosos, frescos e livres de contaminantes.

Uma pergunta que muitas pessoas fazem para mim e eu nunca sei responder, qual é a diferença entre engenheira de alimentos, nutricionista e cientista de alimentos?

Vou responder de uma forma simplificada:

Engenheiros de alimentos estão preocupados com a produção de alimentos, focando no ramo industrial (incluindo instalação das indústrias e desenvolvimento de produtos);

Nutricionistas estudam o papel do alimento no organismo dos indivíduos, preocupados sempre com a saúde e o bem estar das pessoas. A elaboração de dietas é restrita a este profissional;

Cientistas dos alimentos fazem o elo entre esses outros dois ramos, produzindo, selecionando, processando e distribuindo os alimentos até a mesa do consumidor.

Vale lembrar que algumas especialidades são comuns entre essas três profissões. Por exemplo, qualquer um desses profissionais pode trabalhar na área de controle de qualidade de um serviço de alimentação.

Mayra, se você atua na área de hortifruti, quais são as melhores frutas para consumirmos nas Festas deste Final de Ano?!

Não apenas no final de ano, mas no ano todo, é importante estar atento à época de cada fruta. Não vale a pena comprar uma fruta em entressafra, quando o preço é maior e o sabor, muitas vezes, é menos pronunciado. Neste final do ano, aproveite para consumir frutas de caroço, manga e melão. Essas frutas, em outras épocas do ano, estão caras ou são raras. Uma dica: é muito comum comprarmos maçãs no Natal, para fazermos bolos ou até mesmo como ingrediente da maionese. Neste caso, dê preferência pelas nacionais, que são mais saborosas e são colhidas justamente de dezembro em diante (começando pela maçã eva, seguida pela gala e pela fuji).

Quais são os cuidados que devemos ter para higienizá-las antes do consumo?

Não tem segredo na hora da higienização. Primeiro, elimine as frutas com podridões. Depois, basta lavar em água corrente, uma por vez, retirando qualquer sujidade da casca. Caso vá consumi-las in natura, mergulhe-as em solução de hipoclorito de sódio (disponível em supermercados), conforme instrução da embalagem. É possível, também, utilizar solução de 2 colheres de sopa de vinagre para cada litro de água, deixando as frutas mergulhadas por até 30 minutos. Para finalizar, passe novamente em água corrente e deixe escorrer.

Gostaria de fazer uma sobremesa com frutas para o almoço de Natal, sem ser a tradicional salada de frutas. O que você recomenda?

Gosto muito de gelatina com frutas ou salada de frutas no palito, que ficam muito bonitas e são ótimas para quebrar o “doce” dos bolos e pavês. E para agradar às crianças, sirvam com chocolate derretido e sorvete.


Dúvidas ou sugestões - COMENTE.

Abraços,

Cecília Monteiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário